sexta-feira, 29 de abril de 2016

Cristianismo sem Templo



Em 18 de Abril de 2016 a UNESCO adoptou uma resolução negando aos Judeus a sua ligação histórica ao Monte do Templo e ao Muro das Lamentações. A Espanha, França, Suécia, Russia e Eslovenia, países Europeus com herança judaico-cristã juntaram-se à Algéria, Egipto, Kuweit, Marrocos, Tunísia e Emirados Árabes, referindo-se ainda a Jerusalém como a "capital da Palestina ocupada". Israel foi ainda acusado de colocar "falsas campas judaicas" num antigo cemitério no Monte das Oliveiras o qual tinha sido vandalizado pelo jordanos antes de 1967 e cujas lápides tinham sido usadas como pavimento de ruas.

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Irena Sendler

Irena Sendler, na foto, com 98 anos de idade.
Durante a 2ª Guerra Mundial, Irene conseguiu uma autorização para trabalhar no Gueto de Varsóvia como especialista de canalizações. Mas os seus planos iam mais além: resgatar crianças dos guetos nazis, sendo ela alemã.

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Três dias


"...Então alguns escribas e fariseus lhe disseram: Mestre, gostaríamos de ver da tua parte algum sinal. E Ele lhes respondeu: Uma geração má e adúltera pede um sinal, porém não se lhe dará outro sinal senão o do profeta Jonas. Pois como Jonas esteve três dias e três noites no ventre do grande peixe, assim estará o Filho do homem três dias e três noites no seio da terra." Mateus 12:38-40

Quem é a pessoa que diz estas palavras? Jesus! Quantos dias Jesus disse que estaria morto? Três!

Páscoa Judaica


A Pascoa de 2016 começa na Sexta-feira à noite do dia 22 de Abril. A primeira ceia de Páscoa é na noite de Sexta, 22 de Abril e a segunda ceia de Páscoa ocorre na noite de Sábado de 23 de Abril.

O que é a Páscoa?  

terça-feira, 19 de abril de 2016

Israel também tem idiotas



Lembra-se de Judas Iscariotes, aquele que fazia parte da equipa mais fantástica do mundo? E dos fariseus e dos hipócritas? Sabia que eles ainda existem?

Pois é. Há quem ande à procura deles, especialmente nessa nação querida, que de santa, na verdade ainda tem muito pouco, e no que diz respeito aos "escolhidos" também está muito longe do desejável.

Na nossa página de facebook, sempre que podem e lhes apetece, aparecem alguns hipócritas para nos “esfregarem a cara com alguns imbecis isrelitas”. Sim, eles existem, e estão lá como elementos corrosivos da sociedade. Alguns deles, lamentavelmente têm o coração amargurado pelo holocausto, perseguições e guerras, e outros, são titulares de um temperamento vingativo e prontos para disparar dardos mortais contra quem se oponha aos seus ideais e ambições pessoais. Eles são de “esquerda” e são de “direita”; eles são judeus e também são árabes israelitas.


Nazaré


Nazaré é a capital e maior cidade do distrito norte de Israel. Também funciona como uma capital árabe para os cidadãos árabes de Israel que constituem a vasta maioria da população local. Hoje a cidade possui cerca de 71.500 habitantes: 25.000 árabes muçulmanos, 22.500 árabes cristãos e 24.000 Judeus.

quarta-feira, 13 de abril de 2016

O Messias Leproso


Por vezes usamos a palavra “leproso” para descrever uma persona-non-grata… alguém rejeitado pela maioria e abandonada ao frio. É uma experiência que muitos de nós já tiveram uma vez ou outra, e essa é uma das com que Yeshua compreendeu e se preocupou. O Talmude até descreve um “Messias Leproso” e inclui uma história acerca de como o Messias seria encontrado a cuidar de leprosos:


terça-feira, 12 de abril de 2016

Os milagres "messiânicos"


Cada milagre de Jesus, para além do impacto que produzia na vida da pessoa que era abençoada, e nas multidões, tem uma profundidade muito maior que só uma observação mais atenta sobre o ambiente que rodeava Jesus e a mensagem que Ele queria transmitir nos pode revelar.

Fazer milagres não era apenas uma demonstração de autoridade, mas também o resultado de uma paixão pela humanidade e o cumprimento de uma missão: Ele era o Messias, portanto tinha que cumprir todas as expectativas relacionadas com a sua pessoa.

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Israel sozinho



Israel está cada vez mais sozinho. É fisicamente atacado pelos foguetes do Hamas mas é internacionalmente atacada por defender-se. Sim, os foguetes israelitas são mais poderosos e mortíferos do que os do Hamas. Mas se fosse ao contrário acham que o Hamas não usaria os foguetes mais assassinos para atacar Israel? Acham que o Hamas alguma vez os usaria só para contra-atacar, depois de um ataque israelita?

Há mais de uma guerra. Nesta guerra mais recente, a maioria (mas nunca a totalidade) dos israelitas está de um lado e do outro estão o Hamas e a maioria (mas nunca a totalidade) dos palestinianos.

quarta-feira, 6 de abril de 2016

Ron Prosor na Assembleia Geral da ONU


Magnifica análise do que ocorre no Oriente Médio e o cinismo do mundo.
Discurso do Embaixador Ron Prosor na Assembleia Geral da ONU realizado em 24 de Novembro de 2014.

Sr. Presidente,

Apresento-me em frente ao mundo como um orgulhoso representante do Estado de Israel e do povo Judeu. Apresento-me ereto diante de vós por saber que a verdade e a moralidade estão do meu lado. E apesar disto, estou aqui sabendo que hoje, nesta Assembleia, a verdade será colocada de ponta-cabeça e moralidade será posta de lado.


segunda-feira, 4 de abril de 2016

O povo escolhido


A expressão “povo escolhido” é usada, abusada e ridicularizada como referência a Israel em comentários nas redes sociais. Cristãos bem intencionados usam repetidamente esta expressão para defender o “povo de Deus” dos ataques dos meios de comunicação e dos movimentos anti-sionistas.

Na tradução bíblica de João Ferreira de Almeida há 207 expressões “meu povo”, 7 das quais no Novo Testamento. Grande parte destas expressões nem sequer são “mimos” por parte de Deus, antes pelo contrário, são correções, exortações e castigos. Portanto, assumamos desde já que ser “filho” não é por si só um privilégio mas também são aplicadas punições. Além do mais, o profeta Oseias lança um aviso profético: “… Chamarei meu povo ao que não era meu povo; e amada à que não era amada.” Romanos 9:25 (citação de Paulo resumindo Oseias 1:9,10)

Perguntas sem resposta



Se você considera que “Palestina” deve ser um país “Soberano” e “Independente” que remonta longinquamente na história, como muitos querem que acreditemos, então algumas perguntas necessitam de ser respondidas: